sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Palavras Iniciais - Edição 040

O EspiritualMente chega a sua 40ª edição.
 
Semanalmente, trazemos para você um variado material para reflexão. São frases, pensamentos, artigos, músicas, filmes, livros e vídeos. Apesar da diversidade, todos eles possuem uma coisa em comum: são verdadeiros alimentos para a alma.
 
O nosso projeto fornece esta alimentação para a sua espiritualização. Precisamos deixar um pouco de lado os aspectos materiais da vida e procurar mais os aspectos espirituais, aqueles bens que, conforme ensinou o Mestre Jesus, "as traças não roem e os ladrões não roubam". Uma amizade verdadeira, a beneficência desinteressada, a prática do perdão, o cultivo do amor, o sentimento de dever cumprido e tantos outros. 
 
O Natal é aquela festa voltada para o espírito, uma data especial para se fazer um balanço existencial. É o momento para se traçar um paralelo do nosso comportamento com o modelo de Jesus. É período de mudança e renovação para iniciar o ano novo com uma mentalidade e disposição completamente renovadas.
 
Desejamos aos nossos colaboradores, seguidores e visitantes, um feliz e abençoado Natal!
 
Muita paz e luz! 

Frase da Semana


Opinião

O convidado desta semana é o nosso amigo e colaborador 
 
Almir Paes
 
 
Graduado em Economia e Filosofia, pós-graduado em Economia e pós-graduando em Pedagogia, Almir Paes é consultor econômico autônomo e está no Espiritismo há mais de 20 anos. É expositor e trabalhador do Educandário Espírita Joana D'arc, situado na Rua Abdias de Oliveira, nº 211, no bairro do Zumbi em Recife-PE. Almir também escreve artigos e textos prosaicos sobre assuntos diversos para vários jornais digitais de Pernambuco. Seus textos mais conhecidos são "A Volta ao Ser", "Jesus ou Je$u$", "Nos Tempos de Papai", "Cidade Verde" e "Insatisfação Coletiva". Sua monografia de final de curso será "Pedagogia Espírita: Uma Revolução Educativa para o Ensino Aprendizagem".

 
1- ESPIRITISMO
Entrei no Espiritismo pela dor. Passava por momentos difíceis em minha vida, então, adentrei à doutrina espírita. A minha falta de respostas aos porquês da vida foram elucidadas com o conhecimento e o estudo desta doutrina. O meu envolvimento com a doutrina espírita é muito grande. Ela é parte da minha vida. Quanto mais estudo e pesquiso mais me encanto com a beleza e a profundidade dela.


2- O MOVIMENTO ESPÍRITA PERNAMBUCANO
Além de utilizar a multimídia para divulgar a doutrina Espírita é preciso mudar a metodologia e a forma de sua divulgação. É preciso interagir mais com as pessoas, através de instrumentos de comunicação fabulosos como o Teatro, a Poesia, o Cinema, a Música. Estes instrumentos tornam mais atrativos e mais absorvíveis a aprendizagem dos conteúdos doutrinários. É preciso mudar as mentes dos dirigentes dos Centros Espíritas, quanto a forma de administrar às instituições. É necessário extirpar o autoritarismo dos dirigentes e os melindres dos trabalhadores da Seara Espírita. É preciso, enfim, unir os Centros num só objetivo: melhorar as condições e sobretudo o atendimento ao nosso cliente maior – as pessoas que nos procuram.


3- SER ESPÍRITA
A doutrina espírita esclarece, consola e conscientiza. Ser espírita é aprender a ser um Ser Integral. A sociedade ainda é materialista, imediatista e individualista. Quem foge deste padrão perde o status social e torna-se chato e enfadonho, aos olhos de quem está neste processo. Não é fácil ser Espírita, como não é fácil mudar. Requer vontade, inteligência e maturidade.


4- O ESPIRITISMO NA INTERNET
É salutar e necessário. É preciso, porém, não só apresentar os conteúdos doutrinários pela internet, mas sobretudo mudar a forma de como apresentá-los, tornando-os mais atrativos e palatáveis.

 
5- O BRASIL E O MUNDO
A descoberta de um Deus bondoso, caridoso, mas sobretudo justo é o caminho mais viável para a humanidade. Precisamos sair desse caminho único – consumo – fomentado pelos grandes empresários para todos nós. É preciso compreendermos que precisamos uns dos outros. Não temos essa independência tão propalada por alguns. Precisamos resgatar valores tão esquecidos desta sociedade, como Perdão, Solidariedade, Abnegação, Compromisso, Carinho... Temos que ter a percepção e a prática da dimensão espiritual da vida. Estamos começando a compreender este processo. Começamos  a sair da fase de criança e passar para a adolescência espiritual da vida.

6- UM MUNDO MELHOR
A melhor maneira de melhorar o mundo é exemplificar bons sentimentos e boas ações. Nosso pior defeito não é cometer atos equivocados, mas sermos omissos no bem.


7- EDUCAÇÃO x ESPIRITISMO
Perceber a pessoa como um Ser de muitas reencarnações, com tempos de vida diferentes, experiências diferentes, aptidões diferentes e não como um clichê ou um autômato, faz toda a diferença. É preciso Educar o Ser. O Ser Integral. É preciso potencializar as virtudes latentes em cada espírito e minimizar as imperfeições ainda concernentes a cada um. Essa é a Educação do Espírito.

 
8- FILOSOFIA DE VIDA
Posso citar um verso de Francisco Cândido Xavier – Chico Xavier – para resumir o que é a vida para mim  “ A Vida é Construída nos Sonhos e Concretizada no Amor”.
 

9- PARTICIPAÇÃO NO ESPIRITUALMENTE
Aproveito o ensejo para parabenizar o Projeto EspiritualMente e dizer que ele representa uma forma fabulosa de divulgação da doutrina. Sempre que puder enviarei meus artigos e textos e também os eventos do Educandário Espírita Joana D’arc para serem divulgados nesta portentosa Mídia.

10- MENSAGEM PARA OS LEITORES/INTERNAUTAS
Agradeço a oportunidade que me foi concedida e peço a todos Compreensão, Apreensão e Perseverança no Bem. Quando o Bem, finalmente, tornar-se ousado em nosso mundo o mau passará a ser tímido, envergonhado, até se extinguir.

Vídeo Mensagem


Leia & Reflita!

Meus Velhos Natais

 
Eu esperava o ano todo por esta data mágica, utópica e terna.
 
Um garoto franzino, de calças curtas e de óculos, mas com a cabeça cheia de todos os sonhos imagináveis.
 
No velho prédio da Avenida Recife, sentado na janela do meu quarto, sonhava de olhos abertos. Visualizava o velho campo de futebol, onde o Perimetral jogava e  a velha quadra de barro batido onde eu fazia meus gols.
 
Eu sonhava em pedir  a Papai Noel o velho jipe de plástico ou a bola de futebol com a marca Canarinha. Lembrava também da grande árvore de natal natural na frente do prédio, onde eu e meus amigos conversávamos sobre nossos futuros presentes.
 
Eu recordo que escrevi uma carta para Papai Noel relatando que me comportei bem e passei de ano na escola, mas sempre omitindo as traquinagens e a criatividade nas brincadeiras, na qual eu era mestre.
 
No dia de natal, já com minha roupa nova passada no ferro, tomado banho, esperei Papai Noel até tarde, mas fui vencido pelo cansaço. Adormeci com todos os sonhos de uma criança feliz.
 
Acordei logo cedo e fui direto olhar em baixo da cama. Fiquei entusiasmado e agradecido ao bom velhinho pelo jipe que recebi. Fui mostrar logo aos amigos que também me mostraram seus presentes. Ficamos o dia todo nos divertindo. Era um mundo mais digno, mais feliz e mais terno. Eram natais fraternos e comunitários.
 
Eu me lembro que nos reunimos e demos um presente a uma criança pobre que morava perto de nós e um perfume a sua mãe. Lembro-me também que os olhos deles  brilharam com uma intensidade nunca vista por nenhum de nós.
 
Hoje, quando acordo, vejo na realidade, a decadência dos sonhos, o desejo íntimo de só consumir, de comprar objetos. Aprecio a coreografia do mercantilismo, o natal reduzido ao simples ato de Ter e muita gente a sacralizar a lógica do capitalismo.
 
Vejo as emoções invertidas nos Shoppings Centers da vida. Vitórias se sucedem. Onde estão as derrotas? Ninguém pode perder, ninguém quer perder.
 
A competição inflama o ego idolatrado. A pressa não permite mais ternuras.
 
Saio pelo mundo e pela vida carregando um misto de saudade e de ilusão. Sinto-me só, neste mundo "moderno, com as relações sociais deterioradas e o capitalismo sem freio.
 
Sinto saudade da minha infância, das brincadeiras saudáveis, das relações sociais bem dignas.
 
Onde estão meus velhos Natais?
 
Precisamos ter um mínimo de tempo para adornar fantasias e cultuar utopias. Brindemos uma chance a ternura.
 
Tentemos, pelo menos, deixar vir a nós as crianças que nos habitam.

 
Almir Paes
Colaborador do EspiritualMente
Expositor e trabalhador do Educandário Espírita Joana D'arc em Recife-PE

 

 
(Imagens: Google)

Vamos Cantar!

Feliz Natal
(Ivan Lins / José Feliciano)




Um feliz Natal, um feliz Natal, e que Deus lhe
guarde próspero ano e felicidade
Um feliz Natal, um feliz Natal, e que Deus lhe
guarde próspero ano e felicidade
Por um Natal luz de um tempo novo,
por um Natal justo e amoroso
Por um Natal lindo pro meu povo é o que quer meu coração
Por um Natal luz de um tempo novo,
por um Natal justo e amoroso
Por um Natal lindo pro meu povo é o que quer meu coração

 
Um feliz Natal, um feliz Natal, e que Deus lhe
guarde próspero ano e felicidade
Um feliz Natal, um feliz Natal, e que Deus lhe
guarde próspero ano e felicidade
Por um Natal luz de um tempo novo,
por um Natal justo e amoroso
Por um Natal lindo pro meu povo é o que quer meu coração
Por um Natal luz de um tempo novo,
por um Natal justo e amoroso
Por um Natal lindo pro meu povo é o que quer meu coração

 
Feliz Navidad Feliz Navidad Feliz Navidad
próspero anõ y felicidad
Feliz Navidad Feliz Navidad Feliz Navidad
próspero anõ y felicidad
I wanna wish you a Merry Christmas,
I wanna wish you a Merry Christmas,
I wanna wish you a Merry Christmas,
from the bottom of my heart !
I wanna wish you a Merry Christmas,
I wanna wish you a Merry Christmas,
I wanna wish you a Merry Christmas,
from the bottom of my heart

 
Um feliz Natal, um feliz Natal, e que Deus lhe
guarde próspero ano y felicidade
Um feliz Natal, um feliz Natal, e que Deus lhe
guarde próspero ano y felicidade

 

Vale a Pena Assistir!


Ano: 2009
 
Direção: Pete Docter, Bob Peterson
 
Gênero: Animação / Aventura
 
Nacionalidade: EUA
 
Com: Edward Asner, Bob Peterson, Christopher Plummer
 
Sinopse: Carl Fredricksen (Edward Asner) é um vendedor de balões que, aos 78 anos, está prestes a perder a casa em que sempre viveu com sua esposa, a falecida Ellie. O terreno onde a casa fica localizada interessa a um empresário, que deseja construir no local um edifício. Após um incidente em que acerta um homem com sua bengala, Carl é considerado uma ameaça pública e forçado a ser internado em um asilo. Para evitar que isto aconteça, ele enche milhares de balões em sua casa, fazendo com que ela levante vôo. O objetivo de Carl é viajar para uma floresta na América do Sul, um local onde ele e Ellie sempre desejaram morar. Só que, após o início da aventura, ele descobre que seu pior pesadelo embarcou junto: Russell (Jordan Nagai), um menino de 8 anos.
 
Comentário: O filme é simplesmente emocionante e leva o espectador a refletir sobre a questão da velhice. A mensagem principal da história é mostrar que vale a pena continuar vivendo plenamente e perseguindo seus objetivos e sonhos, mesmo após o desencarne de entes amados.




Li e Recomendo!

 
Pessoas mais esclarecidas dos seus defeitos e melhor empenhadas no processo de reforma íntima conseguem conviver mais harmoniosamente entre si, alcançando maior êxito em suas realizações.
 
Esta obra procura fornecer subsídios nessa direção proporcionando ao leitor interessado elementos de reflexão através dos quais possa, de forma voluntária e consciente, trabalhar os seus sentimentos e a sua razão, seja racionalizando sentimentos por intermédio do bom senso e da lógica, seja iluminando a inteligência e os pensamentos com as luzes dos bons sentimentos.
 
Temas de suma importância nesse campo o leitor encontra nas páginas que se seguem: egoísmo, orgulho e seus derivados, materialismo, desvios de conduta e vícios, sexualidade, aids, aborto, pena de morte, eutanásia, entre outros.
 
Começar a reforma interior pelos problemas mais simples é uma das fórmulas indicadas. Depois, com naturalidade, os desvios mais complexos vão sendo enfrentados e vencidos. Tudo a seu tempo e a sua hora. Sem precipitação mas com determinação, o homem alcança seus objetivos.