sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Palavras Iniciais - Edição 032

O EspiritualMente chega a sua 32ª edição!
 
Este querido projeto de reflexões à luz do Espiritismo retorna com muita alegria e entusiasmo após duas semanas sem publicações. Por conta de compromissos diversos, não conseguimos preparar novas edições.
 
Todavia, continuamos firmes e fortes em nossa missão: divulgar mensagens de paz, de fraternidade, de motivação, incentivando a reflexão, a reforma íntima e a aquisição de bons valores morais e espirituais.
 
Lembramos que as nossas publicações continuam semanais. Postamos as novas edições durante o final de semana. É uma maneira de iniciarmos a segunda-feira com uma disposição espiritual mais renovada e revigorada.
 
Nesta semana, publicamos um reflexivo texto da nossa colaboradora Elia Macedo intitulado "A criança e o tigre". Você se lembra daquele recente caso em que um garoto perdeu o braço porque estava brincando na grade da jaula de um tigre? Pois bem! A autora fez uma excelente e interessante reflexão sobre aquele lamentável e trágico incidente.   
 
Mas não paramos por aí!
 
A Vídeo Mensagem desta semana é um verdadeiro convite à prática do bem. Nossas músicas são belas mensagens. E nossas sugestões de filmes e livros são imperdíveis!
 
Também convidamos você a conhecer e visitar nossos parceiros:  o site Cidade a 1000, a Rádio Bom Espírito, as atividades da Federação Espírita Pernambucana, os programas do Kardec TV e as Notícias do Movimento Espírita.
 
Você que está nos visitando pela primeira vez, seja bem vindo(a)!
 
Você que nos visitou nestas últimas semanas e está voltando novamente, muito obrigado!
 
Muita paz e luz!

Frase da Semana


Video Mensagem


Leia & Reflita!

A criança e o tigre

Uma brincadeira de criança que, não sei se por inocência ou capricho, acabou em uma tragédia.

Uma tragédia que chocou o país, acredito que, não pela irracionalidade do animal, mas pelo comportamento humano de todos que ali estavam.

Em plena Era das Leis, infelizmente nos deparamos com um descumprimento de uma delas. A lei que protege o menor. Pelo desenrolar dos fatos nesse dia, essa Lei ficou lá no papel, guardada na gaveta.

Presenciamos uma cena que mais parecia um espetáculo onde as pessoas munidas de seus moderníssimos aparelhos filmavam tudo, perdendo completamente a noção do que seja proteger um menor. Totalmente alheios ao risco que aquela criança corria.

Qualquer adulto em sã consciência tinha por obrigação pular aquela grade e retirar aquela criança dali. Se o animal está preso em uma jaula é por que ele é feroz. Difícil de entender isso?

Hoje em nossa sociedade o lema é "Proteger o Menor".

Até os pais não podem mais dar uma palmada no filho.
Agora eu pergunto: O que vimos ali naquele zoológico?

Uma criança colocando ossinho de galinha na boca de um tigre.

E ninguém ali foi  capaz de protege-la. Uma criança de 11 anos foi a vítima.

Alguém chamou a sua atenção? Quem sabe? Levei muitos puxões de orelha. Mas hoje não pode.
 
Orelha vermelha machuca mais que mordida de tigre? Pra se pensar...

Uma criança foi atacada por um tigre e ninguém fez nada. Por quê?

Por que adoramos o sensacionalismo, o espetáculo, mesmo que isso custe talvez a vida de alguém?
Como eu queria entender melhor a reação humana!
O sentimento de proteção está no papel ou na consciência de cada um de nós?
E o pior aconteceu diante de todos, inclusive do pai da criança.
Não tenho filhos, mas imagino que pai e mãe para proteger seus filhos são capazes de virar bicho muito mais feroz que aquele tigre. Ou não?

Imagino a dor que esse pai está sentindo nesse momento, pedindo a Deus que o tempo voltasse. Mas ele não volta!

Apenas ficou uma lição para tantos outros, em se tratando de criança, todo cuidado é pouco.
A vida é uma escola onde todos os dias aprendemos uma lição.

"Mais do que máquinas precisamos de humanidade." (Charles Chaplin)


Elia Macedo
Colaboradora do EspiritualMente
 Autora do Recanto das Letras e trabalhadora do Centro Espírita Bezerra de Menezes em Canavieiras – BA


(Imagem: Google)
 

Vale a Pena Assistir!

 
Ano: 2011
 
Nacionalidade: Brasil
 
Direção: André Marouço / Michel Dubret
 
Gênero: Drama / Espírita
 
Com: Nelson Xavier, Ana Rosa, Reinaldo Rodrigues
 
Sinopse: Bruno Alves (Reinaldo Rodrigues) tem cerca de 40 anos e após a morte de sua esposa e mais a perda do trabalho, a depressão veio com força e o suicídio parecia ser o melhor caminho. Mas ao receber de um desconhecido "O Livro dos Espíritos", obra basilar da doutrina espírita, ele começa uma jornada em busca de sua felicidade a partir da compreensão dos mistérios da vida espiritual.
 
Comentário: Abordando temas como depressão, perda de entes amados e suicídio, o filme leva o espectador a refletir sobre o sentido da vida a partir dos ensinamentos contidos no Livro dos Espíritos, de Allan Kardec.

Vamos Cantar!

A natureza das coisas
(Flávio José)



Oh! chá lá lá lá lá lá lá
Oh! chá lá lá lá lá lá lá
Oh! chá lá lá lá lá lá lá
Oh! coisa boa é namorar


Se avexe não
Amanhã pode acontecer tudo
Inclusive nada


Se avexe não
A lagarta rasteja até o dia
Em que cria asas


Se avexe não
Que a burrinha da felicidade
Nunca se atrasa


Se avexe não
Amanhã ela para na porta
Da sua casa


Se avexe não
Toda caminhada começa
No primeiro passo

A natureza não tem pressa
Segue seu compasso
Inexoravelmente chega lá


Se avexe não
Observe quem vai subindo a ladeira
Seja princesa ou seja lavadeira
Pra ir mais alto vai ter que suar!

Li e Recomendo!

 
Qualidade de vida! Todos sonham com ela, mas poucos a alcançam.
 
Todos gostariam de ter um mapa da mina para a felicidade. Só que isso não existe. Mas temos pistas e ferramentas para penetrar no território da emoção, desenvolver nossa inteligência e aprender a superar as dificuldades.
 
As pessoas não se dão conta das pequenas mudanças que destroem seus relacionamentos, metas, carreira, saúde física e emocional. Muitos jovens só enxergam que estão com problemas quando se tornam adultos frustrados.
 
Neste livro, você vai descobrir as ferramentas necessárias para gerenciar seus pensamentos, trabalhar suas perdas, se tornar líder de si mesmo e ser feliz.
 
Não seja refém do estresse, do medo e dos problemas. Revolucione sua qualidade de vida! Você nunca mais será o mesmo.